Procura rápida


ATIVIDADES CIDAC

_____________________________________________

Estudo Exploratório 
Iniciativas de Educação para a Cidadania Global em meio escolar

Entre 2017 e 2018, o CIDAC e a FGS promoveram um estudo de natureza exploratória que procurou perceber que iniciativas de Educação para a Cidadania acontecem em meio escolar, mas sobretudo, compreender em que medida estas práticas se cruzam com o que entendemos por ECG, mesmo não fazendo referência ao conceito. O estudo foi concebido e concretizado por uma equipa composta pelo CIDAC, FGS e duas investigadoras e contou com o apoio de várias pessoas envolvidas na ECG, nomeadamente, membros da Rede ECG. Para a sua implementação foi elaborado um quadro concetual, a partir do qual se desenhou um inquérito enviado a escolas, professores e professoras e diferentes redes de educação. Das 164 respostas recebidas, 124 foram consideradas válidas.
Os resultados podem ser consultados aqui. O resumo executivo em inglês e castelhano, estão acessíveis aqui.
Este estudo foi realizado no âmbito do projeto "Desafios Globais: Reforçar a Educação para a Cidadania Global nas escolas para responder aos contextos da atualidade", projeto cofinanciado pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. e pela Fundação Calouste Gulbenkian.

_____________________________________________

Conferência “Economia Solidária, Por um Comércio Justo Transformador”
Abril 2019.
Já estão disponíveis os vídeos das intervenções proferidas no âmbito da conferência "Economia Solidária, por um Comércio Justo Transformador", organizada pelo CIDAC a 13 de março, em Lisboa. Para aceder aos vídeos de cada interveniente, bem como às atas da conferência ver aqui.

Estratégia de advocacy
25 março 2019.
Desde fevereiro temos vindo a participar no grupo de trabalho que está a elaborar a futura Estratégia de Advocacy da Plataforma Portuguesa das ONGD (PPONGD). Dando corpo a uma preocupação que tem vindo a ganhar mais expressão dentro da Plataforma, a atual direção propôs a criação de um grupo ad hoc constituído por 9 pessoas, em representação dos diferentes grupos de trabalho existentes, do secretariado e da própria direção, ao qual atribuiu a tarefa de construir uma proposta orientadora para o trabalho de influência política a desenvolver pela PPONGD nos próximos 5 anos. Mais...

Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (ENED) - Intercâmbio com a Eslováquia
20-22 março 2019.
O CIDAC integra a Comissão de Acompanhamento da ENED desde 2010, juntamente com o Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, a Direção-Geral da Educação e a Plataforma Portuguesa das ONGD. É neste quadro e, em co-organização com o GENE, que, entre 20 e 22 de março, se realizou uma visita de estudo de uma delegação Eslovaca a Portugal, com o objetivo de trocar experiências sobre o quadro estratégico e as práticas de Educação para o Desenvolvimento a nível nacional. Mais...

8 março - Greve Feminista Internacional
Março 2019.
O CIDAC aderiu ao Manifesto lançado pela Rede 8 de Março, “Vivas, Livres e Unidas", e participou na concentração e marcha, em Lisboa. Um grupo assinalável de pessoas de todas as idades, fez-se presente e fez ouvir a sua voz numa caminhada que partiu do Terreiro do Paço até ao Rossio, mais...

Oficinas de Comércio Justo em escolas secundárias do Seixal
Janeiro-fevereiro 2019.
No quadro das oficinas “Paz e Cidadania Global – Povos, Culturas e Pontes”, promovidas pela Câmara Municipal do Seixal em cinco escolas do município e em colaboração com cinco organizações da sociedade civil, o CIDAC realizou 22 sessões com estudantes do 7.º ano de escolaridade, na Escola Secundária de Amora e na Escola Secundária Alfredo dos Reis Silveira. Mais...

A escola, ser vivo dentro de um ecossistema: da alimentação à utilização dos recursos naturais
No início do ano letivo 2018/19, no quadro do trabalho que realizamos em meio escolar, começámos juntamente com a Fundação Gonçalo da Silveira um percurso que irá durar, pelo menos, três anos, com a Escola Secundária do Lumiar e a Escola Secundária José Gomes Ferreira. Mais...

XVI Encontro Trabalho Rede ECG
26-27 janeiro 2019.
Como já vem sendo tradição, o primeiro encontro anual da Rede de ECG  prolonga-se por dois dias e centra-se na reflexão sobre o funcionamento da Rede. Este ano não foi exceção. As dinâmicas presentes e futuras da Rede foram amplamente discutidas, com o objetivo também de acolher e inserir os novos membros da mesma. Mais...

Referencial ED nas Instituições de Ensino Superior
17 janeiro 2019.
Ao longo de 2018, foram realizadas várias sessões em instituições de ensino superior (IES) sobre formação inicial de professores/as e educadores/as em Educação para o Desenvolvimento (ED) com base no Referencial de ED, um trabalho conjunto do CIDAC e da Fundação Gonçalo da Silveira. Mais...
 

Mais informações sobre actividades realizadas em 2018.


Consulte aqui as atividades realizadas em 2017.


Consulte aqui as atividades realizadas em 2016.


Consulte aqui as atividades realizadas em 2015.


Consulte aqui as atividades realizadas em 2014.


Consulte aqui as atividades realizadas em 2013.




NOTÍCIAS

A Escrita Negra em Portugal: Presença Silenciosa?
cesadivulga.jpg

O CEsA divulga: O Projecto “Afrodescendência em Portugal: sociabilidades, representações e dinâmicas sociopolíticas e culturais. Um estudo na Área Metropolitana de Lisboa” (AROPORT, Refª FCT PTDC/SOC-ANT/30651/2017) convida para a Palestra A Escrita Negra em Portugal: Presença Silenciosa?, com a Professora Rosangela Sarteshi, da Universidade de São Paulo.
O evento terá lugar no dia 3 de junho de 2019, no ISEG (Edifício Miguel Lupi, nº20), pelas 10h30. A sala será anunciada no dia.

Associação Tchiweka de Documentação lança documentário sobre Lúcio Lara

Celebrando o 90º aniversário do nascimento de Lúcio Lara “Tchiweka” (9 de Abril de 1929 – 27 de Fevereiro de 2016), a Associação Tchiweka de Documentação (ATD) produziu o documentário “Lúcio Lara – Trajectória de um combatente", evocando momentos do percurso desta destacada figura da história de Angola: desde os tempos da infância e juventude aos da sua atuação política na Angola independente, passando por diversas etapas da luta de libertação nacional.
AA.T.D. é uma associação sem fins lucrativos que tem como principal objetivo a promoção e divulgação de atividades que contribuam para preservar a memória e aprofundar o conhecimento sobre a luta de libertação e soberania nacional dos povos africanos, da ex-CONCP e, mais particularmente, de Angola.

“Para uma história do movimento negro em Portugal, 1911-1933”

Setúbal, 14 a 30 maio. A exposição “Para uma história do movimento negro em Portugal, 1911-1933” pretende resgatar a memória de uma geração de afrodescendentes que, no início do século XX, constituiu o primeiro movimento panafricanista da cidade de Lisboa. Esta é uma história dos/as portugueses/as negros/as, uma história silenciada de Portugal. Da autoria de José Pereira (Coletivo Consciência Negra), Pedro Varela (CES-UC) e Cristina Roldão (ESE-IPS e CIES-IUL), a exposição é uma iniciativa do Roteiro para uma Educação Antirracista, que irá decorrer entre o dia 14/05 e 30/05 na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal. A visita guiada com os autores decorrerá no dia 20/05 às 15h. Mais informações aqui.

SAHARA LIVRE
nº 73, Maio 2019

PARA «IMPEDIR A EXPLORAÇÃO DOS RECURSOS DO SAHARA OCIDENTAL»
O saque das riquezas de um território tem sido um dos objectivos políticos centrais dos colonialismos ao longo dos tempos. A luta contra essa prática torna-se assim também um objectivo central dos movimentos de libertação. Mais...
COMO IMPOR A MARROCOS O RESPEITO PELOS DIREITOS HUMANOS?
A persistência da violação dos direitos humanos por parte do regime marroquino no seu processo de anexação e ocupação do Sahara Ocidental tem sido uma constante ao longo dos quase 44 anos que ele dura. Mais...
nº 73, Maio 2019

Walter D. Mignolo - Decolonialidade depois da Guerra Fria

Lisboa, 17 maio.
Durante a Guerra Fria, a descolonização era o meio para um fim específico: a libertação. E a libertação significava a expulsão do território dos ocupantes imperiais para que os locais (Indígenas, nativos) tomassem conta do seu destino. A conferência de Bandung mantém-se como a referência desse tempo. Libertação não significava nem capitalismo nem socialismo, mas descolonização, a criação do seu próprio Estado-nação. O fim da Guerra Fria mudou radicalmente o cenário, fechando alguns caminhos e abrindo novos. Bandung provou-se ter sido também o sinal da des-ocidentalização. Nesta conferência, Walter Mignolo aborda o significado, o potencial e os limites da decolonialidade após a Guerra Fria, explorando as suas consequências culturais, políticas e económicas. 17 maio, às 18:30, na Culturgest. Para mais informações, ver aqui.


Viver para além da guerra: Histórias, Etnografias e Agências nas Guerras de Libertação em Angola, Moçambique e Guiné-Bissau
Coimbra, 23 de maio

Deixando de lado narrativas grandiosas, teleologia e análises binárias, este colóquio dedicará especial atenção às estratégias e táticas desenvolvidas para a renúncia do colonialismo como experiência vivida, a dois níveis: em termos da luta armada e como ontologia para uma efetiva dissociação do colonial, ou seja, como descolonização epistémica. Com este enquadramento, o colóquio terá como foco as histórias das guerras, da descolonização e outras histórias, a partir de uma perspetiva de género. O evento terá lugar dia 23 de maio, no CES Coimbra. Para mais informações, ver aqui.

Encontros RedPES  - “A Liderança nas Organizações de Economia Social e Solidária”
Rio Maior, 16 março

Na sequência de um processo de reflexão que um grupo de entidades e pessoas vêm fazendo sobre os princípios e as práticas de economia solidária, a Rede Portuguesa de Economia Solidária irá organizar três encontros temáticos. O primeiro, em Chãos, no dia 16 de março, sobre liderança nas organizações. Em maio, na Casa do Oeste, sobre jovens e a economia social e solidária. E, em setembro, no Landal, o tema serão os trabalhadores nas organizações de economia social e solidária. Para 16 de março, na Coop Terra Chã, somos convidados para a reflexão e a discussão da liderança e das temáticas associadas que são pertinentes no quotidiano destas organizações. Para mais informações, ver aqui.

 

I Congresso Internacional Humanismo, Direitos Humanos e Cidadania Global
Lisboa, 30 maio - 1 de junho de 2019

Evento organizado pelo Centro de Estudos Interdisciplinares em Educação e Desenvolvimento (CeiED) terá lugar no Auditório Agostinho da Silva – Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, em Lisboa, de 30 de maio a 1 de junho. O Congresso tem por objetivo promover a discussão e a reflexão sobre a problemática da (re)construção de uma cidadania plena no contexto dos problemas da sociedade atual. A submissão das candidaturas acontece on-line até ao dia 15 de abril de 2019. Para mais informações, ver aqui.

(Re)Pensar a Escola enquanto Escola Transformadora

Já se encontra disponível o vídeo da conferência "(Re)Pensar a Escola enquanto Escola Transformadora - o papel e o lugar da Escola na sociedade", que teve lugar no dia 15 de fevereiro de 2018 em Lisboa, no âmbito do projeto ‘Desafios Globais: reforçar a ECG em meio escolar para responder aos contextos da atualidade’, promovido pelo CIDAC e a FGS.
O evento a contou com as intervenções do Secretário de Estado da Educação, João Costa, e da investigadora em Educação para a Cidadania Global, Alejandra Boni.
Alejandra Boni dinamizou um exercício onde os/as participantes puderam expor a sua visão sobre as características de uma escola transformadora, cujo resultado está disponível aqui, em diálogo com a proposta construída pelo Movimiento por la Educación Transformadora y la Ciudadanía Global, exposta no documento "Centros Educativos Transformadores - Rasgos y propuestas para avanzar". A investigadora escreveu a este propósito o artigo "Porquê uma Escola Transformadora?" no Portal VER. O Sindicato dos Professores da Grande Lisboa redigiu uma notícia sobre a conferência, na sua publicação mensal, que poderá consultar aqui (páginas 6-7).

Atlas do Agronegócio

Foi lançado, pela The Green Political Foundation o Atlas do Agronegócio (em inglês) que sistematiza o crescendo de impactos negativos do nosso sistema alimentar à medida que as empresas se tornam cada vez maiores, se fundem umas com as outras e tomam conta de toda a cadeia de produção. Desde o ambiente, à saúde e aos direitos dos consumidores e dos trabalhadores, a erosão das conquistas sociais está em marcha. O documento pode ser obtido descarregado aqui.


Buen Vivir e Educação

Partilhamos o número 10 da revista Education Global Research dedicádo ao tema de Buen Vivir e educação. Pode descarregar esta edição aqui.
 

Resolução da ONU sobre reestruturação das Dívidas Soberanas, Papa Francisco no Encontro Mundial de Movimentos Populares, Lei das sementes, Transgénicos, Taxa Tobin e outros artigos em Notícias / Informações.


DESTAQUES

irs-site.png

Greve Estudantil Climática 24 maio
 
Somos coletivos, associações e sindicatos empenhados na luta pela justiça climática. Entusiasma-nos a nova onda de mobilização liderada por jovens que fazem greve às aulas para reivindicar um futuro e um planeta habitável! Por isso, apoiamos a segunda greve climática estudantil de 2019 e subscrevemos o texto disponível aqui.

greve-24maio-1.jpg
Campanha europeia contra os "privilégios das multinacionais"

A 22 de Janeiro, a rede «STOP-ISDS» lançou em toda a Europa uma petição no âmbito da campanha “Direitos para as pessoas, regras para as multinacionais - Vamos pôr fim ao ISDS!”.

Em curso está a recolha de assinaturas para uma petição onde se afirma que os atuais acordos de comércio e investimento concedem às empresas multinacionais «acesso a um sistema paralelo de justiça» e «direitos especiais de grande alcance», exigindo que a União Europeia e os estados-membros não celebrem quaisquer novos acordos de comércio e investimento que incluam estes «privilégios» e se retirem dos que os incluem.    
Em Portugal, esta campanha está a ser dinamizada pela TROCA – Plataforma por um comércio internacional justo. Para mais informação ver https://www.plataforma-troca.org/

LER E ASSINAR A PETIÇÃO CARREGANDO NA IMAGEM EM BAIXO
 
botao.jpg

                                                                                                                                                                     

Empregos-para-o-Clima-banner.jpg

ttip2.jpg

 

    

timor4.jpg

amilcar.jpg