Procura rápida


ATIVIDADES CIDAC

_____________________________________________

Comércio Justo Etapa: Porto
17 e 18 de novembroMais uma etapa nas andanças pelo país, tendo a justiça comercial como mote. Desta feita, estivemos no ISLA Gaia, com a exposição "Sabia que" e numa mesa redonda dedicada ao tema das alternativas económicas em articulação com o desenvolvimento sustentável. Mais...
 
Guiné-Bissau – Simentera
11 a 18 de novembroO CIDAC esteve na Guiné-Bissau para trabalhar com a Tiniguena sobre o projeto Simentera, uma iniciativa que visa intervir na estruturação solidária de cadeias de produção e comercialização de produtos locais. Mais...
 
Comércio Justo Etapa: Algarve
3 e 4 de novembroEm estreita colaboração com a associação In Loco, realizamos mais uma etapa do périplo iniciado em 2022 pelo país, conversando, sensibilizando, trocando experiências sobre o comércio justo e a justiça comercial. Mais...
 
Comércio Justo Etapa: Covilhã
26 e 27 de outubroFoi em colaboração com a Coolabora que esta etapa do nosso roteiro de conversas e encontros à volta do Comércio Justo foi pensada e realizada. Mais...
 
Feira Troca-a-Tod@s
7 de outubroO Troca-a-Tod@s é uma iniciativa existente desde 2014, na Covilhã, acarinhada pela cooperativa Coolabora. Entre as atividades que dinamizam está a Feira Troca-a-Tod@s, que acontece a cada 3 meses, num jardim público e junta produtores/as locais, associações, entre outros. Mais...
 
Lançamento Revista Outras Economias
28 de setembroAs Outras Economias são o mote para uma nova publicação regular gratuita, editada pelo CIDAC, em formato digital. O primeiro número - “EconomiaS no plural” – foi lançado no dia 28 de setembro, em conjunto com as duas organizações que se juntaram a nós na sua idealização e concretização. Mais...
 
Justiça no Comércio no Almada Green Market
23 e 24 de setembroO debate sobre a necessidade de repensarmos modelos de produção e consumo ganhou visibilidade durante a pandemia COVID-19 mas, passada que está a urgência, corremos o risco de ver este debate desaparecer. Mais...
 
ED – Inícios e continuidades!
AgostoEm outubro deste ano daremos início a dois percursos de Educação para o Desenvolvimento. Mais...
 
Visita CooLabora, entre lojas...
20 de julho. Recebemos a visita da equipa da CooLabora, uma Associação de Desenvolvimento Local da Covilhã que também trilha os caminhos da Economia Solidária. Motivo desta visita, falar de lojas! Mais...
 
Oficina da Interculturalidade — Viagem Cultural
22 de maio. A Escola Secundária de Amora organizou, pelo terceiro ano, a celebração do Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e o Desenvolvimento, proclamado pela Assembleia Geral da ONU, em 2003. O evento, realizado no quadro da área curricular de Cidadania e Desenvolvimento, valorizou a diversidade cultural representada no seio da ESA através de 9 pavilhões representando 18 países. Mais...
 
II Fórum de Educação para o Desenvolvimento
12 de maio. Teve lugar no dia 12 de maio, entre as 9h30 e as 16h45, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, o II Fórum de Educação para o Desenvolvimento (Fórum ED). O evento decorreu em formato híbrido, presencial e online. Mais...
 
Encontro de produtores/as no Monte do Estanque
30 de abril. Num domingo ensolarado, juntámo-nos ao mercado de produtores/as amigos/as do Monte do Estanque, em Montemor-o-Novo. Mais...
 
Dia Internacional da Mulher na Escola Secundária José Gomes Ferreira
8 de março. As e os jovens embaixadoras/es do Comércio Justo da Escola Secundária José Gomes Ferreira, em Benfica, decidiram realizar um momento de sensibilização para outros/as colegas sobre a desigualdade entre homens e mulheres no mundo para marcar a data. Mais...
 
A Educação para o Desenvolvimento nas práticas escolares - problematizando e propondo caminhos para a Formação e a Escola
Janeiro.
Ao cabo de dois anos de percurso conjunto procurando, a partir do Referencial de Educação para o Desenvolvimento, os aspetos potenciadores e bloqueadores da prática de ED em contexto escolar, publicamos o documento que condensa os principais elementos desta iniciativa.. Mais...
 
Visita a Montemor-o-novo – Cooperativa Integral Minga e Quinta do Estanque
28 de janeiro.
Depois de São Pedro do Sul, continuando a nossa deambulação pelo país para divulgar o Comércio Justo, tecer laços com outras organizações de economia solidária e conhecer melhor produtores e produtoras com quem colaboramos, estivemos em Montemor-o-Novo. Mais...
 
Pode haver cidadania sem desenvolvimento? Discutindo a relação local-global nas práticas de ED na Escola e na Formação
25 de janeiro. 
Foi o mote para a discussão num encontro que marcou o final de um percurso de dois anos em torno do Referencial de Educação para o Desenvolvimento (ED). Mais...
 
 
 

Consulte as atividades

realizadas em: 

 

2022 / 2021 / 2020 / 2019 / 2018 / 
2017 / 2016 / 2015 / 2014 / 2013

 

 


NOTÍCIAS

SAHARA LIVRE
nº 126, Novembro 2023

A ONU ÀS VOLTAS DO SAHARA OCIDENTAL: «O QUE É URGENTEMENTE NECESSÁRIO»
Em Outubro as Nações Unidas dedicam uma particular atenção ao processo de descolonização do Sahara Ocidental. E mais uma vez sem conseguir encontrar o caminho para a solução há muito definida e contra a qual alguns se opõem. Mais...
SAHARA OCIDENTAL, PALESTINA: «RESISTIR A UM EXÉRCITO DE OCUPAÇÃO É UM DIREITO RECONHECIDO ...»

Do rio que tudo arrasta se diz que é violento.

Mas ninguém diz violentas

As margens que o comprimem.

Bertolt Brecht («Da violência», in Poemas, tradução Arnaldo Saraiva, Editorial Presença, p. 71)Mais...
nº126, Novembro 2023
AAPSO: quem somos?
A questão do Sahara Ocidental:
o que é?

Chamada Aberta para o 7.º Encontro Anual de Economia Política

A Associação Portuguesa de Economia Política anuncia a chamada de comunicações para o 7.º Encontro Anual de Economia Política a ter lugar no ISEG, Lisboa, de 25 a 27 de janeiro de 2024, com o tema Economia Política e Democracia: Reimaginar o mundo nos 50 anos do 25 de Abril. O Encontro visa juntar todos/as aqueles/as que, a partir das mais diversas áreas disciplinares e abordagens, entendem os fenómenos económicos como sendo eminentemente configurados por fatores de ordem social, política, jurídica, cultural, tecnológica e ecológica e devendo ser estudados nos seus contextos institucionais, históricos e geográficos. Para mais informações, ver aqui.

Congresso internacional 50 anos do 25 de Abril
Lisboa, 2-4 maio 2024

Cinquenta anos depois, o 25 de Abril e o processo revolucionário de 1974-75 continuam a ser objeto de discussão em várias disciplinas das ciências sociais e das humanidades. Sobretudo nas últimas décadas, os debates em torno da Revolução procuraram ir para além dos estudos pioneiros sobre o processo político e militar, através de múltiplas abordagens que ajudam a compreendê-lo em toda a sua complexidade. A ocasião do cinquentenário surge como oportunidade para fazer um ponto da situação e discutir, a partir de uma perspectiva interdisciplinar, o futuro dos estudos sobre a Revolução. A chamada para comunicações está aberta até 10 setembro de 2023. Para mais informações ver aqui.

Ciclo "As tramas da memória: datas para contar"

Este ciclo mensal, organizado pela coordenação da linha de investigação Europa e o Sul Global: patrimónios e diálogos do CES-Coimbra, visa assinalar e refletir sobre datas menos sonoras, mas igualmente determinantes para a construção do 25 de Abril de 1974 e das independências dos países africanos de língua oficial portuguesa e de Timor-Leste. Os seminários decorrem online, sempre que possível na data a assinalar, todos os meses, pelas 16 horas, ao longo de 2023. Programa e mais informações disponíveis aqui.

Conversas sobre Futuro(s) da Cooperação

Podcasts sobre o(s) Futuro(s) da Cooperação - conversas com diversos atores da Cooperação Internacional sobre as transformações em curso no sector é uma iniciativa da Associação para a Cooperação Entre os Povos (ACEP) e o Centro de Estudos sobre África e do Desenvolvimento do ISEG e disponíveis para audição aqui.

Novo Arquivo Online para a História das Lutas de Libertação em África
 

Está disponível desde 14 de julho o portal da Associação Tchiweka de Documentação (ATD), colocando online uma grande parte do arquivo que o seu Centro de Documentação tem vindo a gerir, organizar e ampliar, desde 2006. É um trabalho em curso, que continuará a ser desenvolvido, mas estão desde já disponíveis milhares de documentos (textos diversos, imprensa, fotografias, vídeos e outros), com possibilidade de busca e com informação sobre cada documento, com o objetivo de "preservar a memória e aprofundar o conhecimento sobre a luta do povo angolano pela independência e soberania nacional".


DESTAQUES

amilcar.jpg

 site NTP.png

Centenário Nuno Teotónio Pereira

Vida, pensamento e obra de Nuno Teotónio Pereira reunidos num site preparado pelos seus familiares e lançado a 30 janeiro de 2022, quando se cumpriram cem anos do seu nascimento. O site irá sendo alimentado com mais conteúdos, destaques e notícias. Nuno Teotónio Pereira foi uma figura importante na história do CIDAC, como membro do Grupo do BAC (Boletim Anti-Colonial) - que esteve na génese do CIDAC - e, posteriormente, como sócio da associação, à qual doou documentos relativos à luta anti-colonial em Portugal e aos movimentos de libertação africanos. Foi também o autor do projeto arquitetónico da atual sede da associação. O espólio documental doado ao CIDAC está disponível no Centro de Documentação.

_____________________________________________

_____________________________________________

                                                                                                                                                                     

Empregos-para-o-Clima-banner.jpg

    

ttip2.jpg

 

timor4.jpg