Até à entrada de Portugal na então chamada Comunidade Económica Europeia (1986), que motivou a criação da Plataforma Portuguesa das ONGD (em 1985), não se sabia o que era a Educação para o Desenvolvimento. O que não quer dizer que ela não existisse.

Uma Visão da História da ED em Portugal (Outubro 2006)

Síntese cronológica mais recente

O decreto n.º 66/98 (14 de Outubro), que substitui o de 1994, reconhece a ED como uma das áreas de intervenção das ONGD.

Em 2001 a Plataforma das ONGD (Organizações Não Governamentais de Desenvolvimento) criou um Grupo de Trabalho permanente para a ED. Em 2002, o Grupo de Trabalho debruçou-se sobre a definição de ED e em 2003, organizou a Escola de Verão europeia de ED, em colaboração com o DEEEP (Development Exchange in Europe Project).

Em 2002, o CIDAC foi convidado a participar no GENE (Global Education Network Europe). Em 2004 o governo também aderiu, através do Instituto da Cooperação Portuguesa (ICP).

Em 2004 o governo também aderiu ao GENE, através do Instituto da Cooperação Portuguesa (ICP).

A Resolução do Conselho de Ministros n.º 196/2005 aprovou o documento Uma visão Estratégica para a Cooperação Portuguesa que reconhece a ED como uma importante prioridade da Cooperação portuguesa.

Em 2005, o Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento (IPAD, que sucedeu ao ICP) criou uma linha do cofinanciamento para projectos de ED de iniciativa das ONGD portuguesas.

Em 2006, a Ministra da Educação e o Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros lançaram o Fórum de Educação para a Cidadania.

Em 2009-2010, o IPAD, em conjunto com outros atores públicos e da sociedade civil atuando na área da ED, envolveram-se no processo de elaboração da Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (ENED).

Em 2010 (23 de novembro) tiveram lugar, enquanto atividades transversais e estruturantes previstas na ENED, as I Jornadas de ED, dedicadas à temática da influência política em ED.

Em 2012 (21 de janeiro) realizaram-se as II Jornadas de ED, neste caso sobre “A ED na escola”.

Em 2012 (11 de outubro) o Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. (que sucedeu ao IPAD) e a Direção Geral da Educação (que sucedeu à DGIDC) assinaram um Protocolo de Colaboração para “promover a consolidação da ED no setor da educação formal”.

Em 2013 (30 de maio) realizaram-se as III Jornadas de ED, dedicadas à “ED e as outras 'educações para...'”.

Em 2014 (28 de outubro) teve lugar, na Assembleia da República, o I Fórum ED, sobre “A importância do exercício da cidadania global”.
Neste mesmo dia foi apresentado em Portugal o relatório do Peer Review sobre Portugal, da responsabilidade do GENE. A tradução em português do Sumário Executivo, Conclusões e Recomendações pode ser consultado aqui.