Actividates Realizadas 2021

Actividades realizadas pelo CIDAC em 2021

Arranque de um novo projeto de ED

Janeiro. O CIDAC, em parceria com a Fundação Gonçalo da Silveira, iniciou em janeiro de 2021 um novo projeto de Educação para o Desenvolvimento/ED, que se irá desenrolar ao longo dos próximos 24 meses.
Financiado pelo Camões Instituto da Cooperação e da Língua, este projeto, denominado “O Referencial de ED na prática: problemáticas e recomendações para a formação inicial e contínua de professores/as” pretende dar continuidade ao caminho percorrido, primeiro com a elaboração do Referencial de ED e depois com “O Referencial de Educação para o Desenvolvimento – Educação Pré-escolar, Ensino Básico e Ensino Secundário na Formação Inicial de Educadores/as e Professores/as”. Tem como objetivo geral contribuir para o reforço das condições de aplicação prática do Referencial ED no sistema formal de ensino e como objetivo específico produzir recomendações para a formação inicial e contínua de professores/as conducentes ao reforço da aplicação do Referencial de ED.
Para além da recolha e tratamento de dados prevista, este projeto pretende contribuir para a reflexão mais global sobre o contexto de intervenção em ED no sistema formal de ensino que, nos últimos anos, sofreu uma profunda alteração. Tendo como ponto de partida as diferentes formas de aplicação do Referencial ED nas escolas, e mais especificamente ainda, no que tem sido a experiência dos/as professores/as, propomo-nos associar um conjunto de atores ligados à formação de professores, com os quais possamos refletir sobre os caminhos que ainda a fazer.
O Referencial de Educação para o Desenvolvimento – educação pré-escolar, ensino básico e ensino secundário é um documento orientador, editado pelo Ministério da Educação em 2016, que visa enquadrar a intervenção pedagógica da Educação para o Desenvolvimento, como dimensão da educação para a cidadania, e promover a sua implementação na educação pré-escolar e nos ensinos básico e secundário. Este documento resultou do trabalho de co-autoria entre Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., CIDAC, Fundação Gonçalo da Silveira e Direção Geral de Educação/ME.